Seguidores

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Bibliografia sobre Serviço Social na Educação!




Utilizando-me da colaboração de Assistentes Sociais, que escrevem artigos e  teses de mestrado e doutorado sobre o Serviço Social na Educação, fui construindo uma bibliografia a respeito desse tema e hoje compartilho com vocês. Um abraço!



BIBLIOGRAFIA SERVIÇO SOCIAL NA EDUCAÇÃO

ABREU. M. . Serviço Social e a organização da cultura: perfil pedagógico da prática profissional. São Paulo: Cortez, 2002.

ALMEIDA, Ney Luiz Teixeira. O Serviço Social na educação. In: Revista Inscrita, nº 6. Brasília, 2000.

______, Parecer sobre os projetos de Lei que dispõem sobre a inserção do Serviço Social na Educação. Caderno Especial n. 26 – edição 4 a 25 nov./2005. Disponível em HTTP://assistentesocial.com.brAcesso: jan./2006.

ALTHUSSER, Louis. Serviço Social na Educação: uma inserção possível e necessária. Revista Inscrita. Brasília, DF, n. 6 p. 7-31, setembro, 2001.

AMARO, Sarita Teresinha Alves. Serviço Social na escola: o encontro da realidade com a educação. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1997.

AZEVEDO, J. C. Escola: construção coletiva e participação popular. In: SILVA. L. H. (org.) A escola cidadã no contexto da globalização. 3ª Ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.

BACKHAUS, Berenice Beatriz. Prática do Serviço Social escolar: uma abordagem interdisciplinar. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano 13 n. 38, p. 37-55, abr. 1992.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. São Paulo: Brasiliense, 1981. (Coleção Primeiros Passos).

BRASIL, Ministério da Justiça. Declaração de Salamanca – sobre pincípios, políticas e práticas na área das necessidades da educação especial. Brasília, 1994. Disponível em: <HTTP//portal.mec.gov.br/seesp/arquipd/salamanca.pdf> Acesso em jan. 2005.

BRASIL. Constituição Federal de 1988.

BRASIL. Lei nº 8.069 de 13 de junho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Secretaria de Estado da Educação. Brasília/DF: Associação Brasileira de Editores de Livros, 1998.

BRASIL. Lei nº 9424/1996. Fundo do Desenvolvimento e Manutenção do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério – Fundef.

BRASIL. Resolução CNE/CBE nº 2 de 11 de setembro de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais.

BRASIL. Secretaria de Estado Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília,  DF: MEC/SEF, 1998.

BUFFA, Éster; NOSELLA, Paolo. A educação negada: introdução ao estudo da educação brasileira contemporânea. 3ª Ed. São Paulo: Cortez, 2002.

CAMARDELO, Ana Maria. Estado, educação e Serviço Social: relações e mediações no  cotidiano. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano 15, n. 46, p. 138-162, jul. 1994.

CFESS. Serviço Social na Educação. Grupo de estudos sobre o Serviço Social na Educação. Brasília: 2001.

_____, Resolução nº 273, de 13 de março de 1.993. Código de Ética Profissional do Assistente Social.

COSTA, S. F. A política de assistência social no contexto da educação infantil: possibilidades e desafios para um trabalho socioeducativo. Disponível em: HTTP://ssrevista.uol.br/c_v.6n.2_selma.htm. Acesso em: jun. 2005.

DUTRA. C. P. Diferentes olhares sobre a inclusão. Secretaria de Educação Especial – MEC artigo datado de 05/06/2005. Disponível em: HTTP://www.mj.gov.br/sedh/ct/conade/docementos. Acesso em 24 jun. 2006.

FAZENDA, Ivani. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. São Paulo: Loyola. 1979.

FREIRE, Paulo; FREIRE, Ana Maria Araújo (org.) Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: Unesp, 1987.

FRIGOTTO. G. A. A produtividade da escola improdutiva: um (re) exame das relações entre educação e estrutura econômico-social e capitalista. 6ª Ed. São Paulo: Cortez, 2001.

______, Educação e crise no capitalismo real. São Paulo: Cortez, 1995.

______. GENTILI, P. (org.) A cidadania negada. Política de exclusão na educação e no trabalho. 3ª Ed. São Paulo: Cortez, 2002.

GADOTTI, M. et. AL. Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

GENTILI, P. Pedagogia da exclusão. 3ª ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

GRASMCI. Os intelectuais e a organização da cultura. 8ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

GRUPPI, L. O conceito de hegemonia em Gramsci. Tradução: Carlos Nelson Coutinho. 4ª ed. Rio de Janeiro. Edições Graal Ltda., 2000.

HELLER, A. O cotidiano e a história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1972.

IAMAMOTO. M. V. Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 1998.

______, Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. São Paulo: Cortez, 1982.

JOVCHELOVITCH, M. O processo de descentralização e municipalização no Brasil. In: Revista Serviço Social e Sociedade, ano XIX, n. 56, 1998.

LIBÂNEO, J. C; OLIVEIRA, J. F; TOSCHI, M. S. (orgs.). Educação escolar: políticas, estruturas e organizações. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2005.

LUKÁCS, G. Ontologia do ser social: os princípios ontológicos de Marx. São Paulo: Ciências Humanas, 1979.

MANACORDA, M. A. Marx e a pedagogia moderna. In: GADOTTI, Moacir. Concepção dialética da educação: um estudo introdutório. 14ª ed. São Paulo: Cortez, 2003.

MARTINS, Eliana Bolorino Canteiro. O Serviço Social na área da Educação. In: Revista Serviço Social & Realidade. V 8 Nº 1. UNESP, Franca: São Paulo, 1999.

MARTINS, E. B. C. Serviço Social: mediação Escola e Sociedade. Franca, 2001. 281p. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Faculdade de História, Direito e Serviço Social, Câmpus de Franca, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

MARTINS, Eliana Bolorino Canteiro. Educação e Serviço Social: Elo para a construção da Cidadania. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP, São Paulo, 2007.

MRECH, L. M. O que é educação inclusiva. USP/SP. Disponível em: <HTTP://www.inclusão.com.br/projetos_textos23.htm>. Acesso em: set. 2004.

NETTO, J. P. e CARVAOLHO, M. C. B. Cotidiano: conhecimento e crítica. São Paulo: Cortez, 1987.

NOSELLA, P. A escola de Grasmci. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

OLIVEIRA. Romualdo Portela de; ADRIÃO, Theresa (orgs.). Gestão, financiamento e direito à educação: análise da LDB e da Constituição Federal. São Paulo: Xamã, 2001.

PINTO, Rosa Maria Ferreiro. Política educacional e Serviço Social. São Paulo: Ed. Cortez, 1986.

PIANA, Maria Cristina. A construção do perfil do Assistente Social no cenário educacional. Editora UNESP, 2009.

PONTES, R. N. Mediação e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1995.

SADER, Emir e GENTILE, Pablo (orgs.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. Rio de Janeiro; Paz e Terra, 1998.

SANTOS, Ana Paula Nogueira da Silva. A “Sinfonia” da educação – novas perspectivas para atuação do profissional de Serviço Social na Escola. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, rança, 2008.

SANTOS, André Michel dos. A Escola como espaço de atuação para o Assistente Social: Trabalhando com grupos. Trabalho Final de Graduação – Centro Universitário Franciscano - UNIFRA, Santa Maria/RS, 2005.

SANTOS, André Michel dos. As contribuições do Serviço Social para o fortalecimento da Gestão Escolar. Monografia (Especialização em Gestão Educacional ) – Universidade Federal de Santa Maria -UFSM, Santa Maria/RS, 2009.

SOUZA, Iris de Lima. Serviço Social e Educação: uma questão em debate. In: Revista Interface, Natal, V.2 N. 1., 1995.

SAVIANI, D. Educação brasileira: estrutura e sistemas – 1987. In: LIBÂNEO. J. C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI. M. S. (orgs.) Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2002.

SEVERINO. A. J. Educação, Ideologia e contra-ideologia. São Paulo: EPU, 1986.

SIMIONATTO. I. Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no serviço social. São Paulo: Cortez, 1999.

TEIXEIRA, N. L. A. Parecer sobre os projetos de lei que dispõem sobre a inserção do Serviço Social na Educação. Caderno Especial, n. 26, 4ª ed. Disponível em: <HTTP/WWW.assistentesocial.com.br> Acesso: 25 nov/2005.

TOMMASI, Livia, de.; WARDE, Mirian Jorge; HADDAD, Sergio (orgs.). O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 1996.

XAVIER, Alexandra de Muros. Serviço Social e Educação: Análise do reconhecimento social e das experiências profissionais construídas nos diversos campos da política educacional. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Rio de Janeiro, 2008.

YASBECK, M. C. Classes subalternas e assistência social. São Paulo: Cortez, 1992.

ZIMMERMANN. O programa bolsa família sob a ótica dos direitos humanos. Agência de informações Frei Tito para América Latina – Adital. Disponível em: HTTP://www.adital.com.br/site/noticia.imp.asp?cod=19737&lang=PT Acesso em: 4 nov. 2005.

2 comentários:

marciagrega disse...

Você foi indicado(a) para receber o Selo de Ouro que está postado no:
http://mimosehomenagens.blogspot.com/2011/06/micarla-esse-blog-vale-ouro.html

A regra é dizer quem te ofereceu de indicar mais 10 pessoas para receber o prêmio.

Simone disse...

olá
adorei seu blog
estou terminando esse ano o curso de serviço,social, como ja trabalho na educaçao, quero fazer minha manografia na o assistente social na educaçao e simplismente amei seu blog.

Related Posts with Thumbnails

.

 
Topo